Gengibre

Fizemos um post especial para o Gengibre para você conhecer melhor os múltiplos benefícios dessa planta.
O Gengibre é uma raiz tuberosa (contém grande reserva de substância nutritiva) utilizada tanto na culinária quanto na medicina.

gengibre

Benefícios:

Quando o problema é estomacal, o gengibre é um ótimo aliado, combate enjoos, indigestão, gases, náuseas causadas pelo tratamento do câncer, assim como, perda de apetite. A raiz também é recomendada para auxiliar na digestão de alimentos gordurosos, mau hálito, cólica menstrual, ressaca, dores decorrentes da artrite, dores musculares, infecções do trato respiratório, tosse e bronquite.
Como você pode perceber, o Gengibre é um alimento que ajuda em diversos casos, podendo até auxiliar no emagrecimento.
A realização de atividade física consome muita energia do corpo. Isso inclui o processo digestivo. Alimentos termogênicos, como o gengibre, são capazes de elevar o gasto calórico do organismo durante a digestão e o processo metabólico. Quanto mais difícil for a digestão do alimento, maior será o seu poder termogênico. A termogênese é um processo regulado pelo sistema nervoso e interferências neste sistema podem favorecer o emagrecimento.

Consumo:

A raiz pode ser consumida crua, em conserva, como chá ou óleo.
- Chá: utilizado no tratamento de gripes, tosses e resfriados. O preparo consiste em deixar raízes, cascas ou talos de molho por cerca de 30 minutos, após esse período, acrescentar água e levar ao fogo por mais 30 minutos.
- Comida: pode ser utilizado fresco, desidrata, em conserva ou cristalizado.
- Pedaço: mastigar as lascas, assim como chupar uma bala, ajuda a aliviar a rouquidão e irritação na garganta.
- Suco: gera disposição para o corpo, melhora a aparência da pele e o funcionamento do intestino. Para ficar mais saboroso, bata no liquidificador com abacaxi, hortelã ou raspas da casca de limão.

Contraindicações:

O Gengibre não é indicado para gestantes, nem para quem tem hipertireoidismo. Além disso, deve ser evitado por pacientes com distúrbios hemorrágicos, doenças cardíacas e a dose deve ser reajustada para pessoas com diabetes.

Recomendações:

Não existe uma quantidade exata para ingestão da raiz. Estudos sugerem que pode haver um consumo diário de 2 a 4g.

Fonte: Minha Vida

 


saiba mais

Afinando a silhueta

Para dificultar a absorção de gordura pelas células e acelerar a queima dos quilinhos que estão instalados no seu corpo com a ajuda de exercícios, alguns alimentos são fundamentais para sua dieta!
Conheça-os:

1 – Arroz Integral
Além de ser rico em fibras o arroz integral possui nutrientes fitoquímicos, orizanol e fitoesterois que ajudam o organismo a reduzir a absorção de gordura.

2 – Farelo de aveia
Também rico em fibras, o farelo de aveia contém a substância betaglucana, que estimula o organismo a absorver menos a gordura proveniente da alimentação. Além disso, as fibras aumentam a sensação de saciedade.

3 – Maçã
Rica em pectina, a maçã forma um gel após ingerida que retarda a absorção da glicose e dificulta a absorção das gorduras.

maçã

4 – Verduras verdes (escuras)
A clorofila (substância que dá pigmento verde às folhas), limpa as substância nocivas do organismo e protege o fígado contra efeitos dos radicais livres e das bebidas alcoólicas.

5 – Vitamina B6
A vitamina B6 interfere bastante no metabolismo das gorduras, ela ajuda na degradação da homocisteína (substância que favorece a formação de placas de gordura e aumenta o risco de doenças cardiovasculares).
Você encontra a vitamina B6 em cereais integrais, leguminosas, amendoim, aves, peixes, abacate, tomate e banana.

6 – Soja amarela e preta
A soja amarela aumenta o metabolismo e o transporte das gorduras, indicada para reduzir o colesterol.
A soja preta diminui a absorção de glicose e gordura do organismo.

7 – Frutas cítricas
As frutas cítricas possuem a maravilhosa vitamina C que atua na diminuição de absorção de gordura do organismo.

8 – Mamão Papaia
O mamão papaia tem a presença de papaína, substância que auxilia na digestão de carnes, além de atuar como um desintoxicante natural, pois contém fibras laxativas que ajudam o intestino a funcionar.

Fonte: Minha Vida

 


saiba mais

Como ontem nós eliminamos vários alimentos do seu cardápio, hoje vamos dar algumas dicas do que não pode faltar.
Confira:

1- O iogurte é uma fonte riquíssima de vitaminas e minerais. Além disso, eles possuem lactobacilos, o que ajuda muito na digestão.

2- A aveia protege seu corpo de doenças do coração, colesterol ruim e câncer.

3- A quinoa ajuda a afastar os problemas de perda de memória, dificuldade de aprendizado, variações de humor e indisposição!

4- O repolho é rico em vitamina C, previne o câncer e a úlcera, além de queimar gorduras e reduzir o colesterol ruim.

5- A couve-flor também é rica em vitamina C e previne seu corpo do câncer, além de combater a hipertensão.

6- Para prevenir doenças cardíacas e reduzir o peso, não deixe o brócolis faltar no seu cardápio.

7- O chá verde possui vários benefícios, além de ser rico em vitaminas e minerais, ele previne o envelhecimento, tem bom colesterol e combate a inflamação pela luz solar.

chá verde

8- O alimento mais completo depois do leito materno é o ovo. A gema e a clara garantem vitaminas, minerais, proteínas e combatem alergias.

9- Independente do tipo, a banana regula o intestino, ajuda a relaxar, manter o bom humor e combater alergias e a insônia.

10- A soja possui vários benefícios ao corpo humano, ela combate o envelhecimento, previne o câncer e a osteoporose, ajuda no funcionamento do intestino e ainda na ativação das células do cérebro.

Fonte: Daquidali

 


saiba mais

A nutróloga Liliane Oppermann esteve no programa da Eliana para contar quais são os dez piores alimentos para a saúde.
Leia com atenção e previna-se dessas tentações!

1- O menos agressivo dos dez piores alimentos é o sorvete. O problema dessa sobremesa que parece ser tão leve é o total de gordura trans. Alguns sorvetes já diminuíram essa porcentagem, mas na maioria das vezes ele é feito com muito corante e muita gordura.

sorvete

 

2- Os deliciosos e práticos salgadinhos de milho também são bem prejudiciais à saúde por causa do excesso de sódio. Procure por opções com baixo teor de sódio e com corantes naturais, e não esqueça de maneirar na quantidade!

3- A pizza congelada contêm muitos conservantes para ter uma durabilidade maior, uma maneira menos prejudicial à saúde seria optar por pizzas feitas na hora e com sabores leves.

4- A batata é um alimento muito saudável, mas quando frita ela se torna muito prejudicial à saúde. Uma dica é cortar as batatas no formato de palito e levar ao forno para dourar, ela fica crocante igual (:

5- O salgadinho de batata é ainda mais perigoso que o de milho. Além do excesso de sódio, o salgadinho de batata também contêm acrilamida, que pode aumentar as chances de desenvolver câncer.

Salgadinho de batata

 

6- O bacon é feito de gordura saturada e excesso de sódio, esses fatores aumentam os problemas de hipertensão. Para não abrir mão do aroma e sabor desse alimento, opte por essência de bacon ou por uma quantia mínima para dar apenas um toque.

7- O cachorro quente também pode ser bem prejudicial à saúde, principalmente por causa da salsicha, por ser um alimento embutido ele possui nitrito e nitrato, também consideráveis cancerígenos. Mas se você é apaixonado por este alimento, a nutróloga dá a sugestão de uma versão mais saudável. Escolha um pão de hot dog integral, salsicha de frango e catchup light. E nada de refrigerante para acompanhar, tome suco natural!

8- O bolinho de chuva também deve ser eliminado do seu cardápio. ele possui a substância acrilamida e possui muito açúcar, principalmente quando feito em casa, além de obter 30% da composição de gordura.

bolinho de chuva

9- Um dos maiores vilões do cardápio de muitas pessoas é o refrigerante. Essa bebida possui um excesso incrível de açúcar, quase 10 colheres de sopa por copo. Troque essa bebida por algo saudável, como por exemplo, um suco natural.

10- Para finalizar a lista da nutróloga Liliane, ela menciona o alimento mais prejudicial à saúde, o refrigerante diet. As versões “zero” dos refrigerantes referem-se a zero calorias, porém o sódio permanece na bebida. Esse alimento sobrecarrega os rins e aumenta a hipertensão, por isso, mais uma vez, opte pelo suco natural!

Com essa super lista fica um pouco mais fácil cuida da saúde, não é mesmo?
Fique ligado que amanhã publicaremos uma lista dos alimentos que não podem faltar no seu cardápio. (=

 


saiba mais

Coxa musculosa

Apesar de não agradar a todos, o modelo corporal musculoso para mulheres vem aumentando bastante. O jornal “o Município” fez uma reportagem sobre o assunto e apresentou loucuras que as mulheres estão fazendo para ficar com um corpo super malhado.

A nova onda do momento é a mulher rã. A rã é um anfíbio que possui pernas traseiras bem fortes. Adaptado ao corpo da feminino, a mulher rã deve ter cintura fina, coxa grossa e canela fina.
Mas para conseguir esse corpo as mulheres estão fazendo o que podem e o que não podem, chegando ao ponto de adquirirem suplementos de proteína, anabolizantes e hormônios em geral.

As pernas respondem bem aos exercícios de musculação, mas para dar o salto da perereca é necessário efetuar um treino de pouca repetição e muita carga, além de muitas horas malhando. Apesar de muito treino, ainda não é possível ficar com a perna super grossa com a musculação. Para isso, é preciso testosterona.

coxa-musculosa1

Se você gostou das características da mulher rã, leia e siga as recomendações abaixo:

Treino para ficar com “super coxas”
- Musculação de até uma hora por dia com dez séries de exercícios para cada músculo;
- Fazer as séries até a exaustão muscular;
- Treinar com sobrecarga (85% da carga máxima, o maior peso com o qual a pessoa consegue fazer o exercício uma única vez);
- Trabalhar a parte da frente e a de trás das coxas: “leg press”, cadeirta extensora, agachamentos, afundos (frente), cadeira flexora, agachamentos, flexão da perna com levantamento de barra de peso (trás).

Descanso
- Treinar a musculatura anterior e posterior das coxas em dias alternados.

Alimentação
- Consumo diário de 2 a 2,5g de proteína por quilo de músculo corporal (uma mulher com 50kg de massa muscular deve comer de 14 a 21 ovos inteiros por dia);
- Reduzir o consumo de carboidratos e gorduras.

Riscos
- Compressão das vértebras lombares, desestabilização dos tornozelos favorecendo torções, lesões nos joelhos;
- Na cadeira extensora ou na flexora, o movimento encurta os músculos da parte inferior das pernas;
- Para manter a alimentação hiperproteica, a pessoa restringe o consumo de outros nutrientes que sobrecarrega os rins;
- Para consumir a quantidade de proteína necessária, a pessoa troca alimentos naturais por suplementos.
FONTE: Jornal o Município.


saiba mais