O Dia do Desafio

Todos os anos milhões de pessoas são convidadas a parar por pelo menos 15 minutos para praticar alguma atividade física. Nesta data, é realizada uma competição amigável entre cidades. Vence o município que conseguir mobilizar o maior percentual de participantes em relação ao seu total de habitantes.

O evento é promovido mundialmente pela Tafisa (The Association dos International Sport for All), e no Brasil é coordenado pelo Sesc. Em 2012, foram 36 milhões de participantes no Brasil, em 1.957 municípios. Em Santa Catarina, mais de 1 milhão e meio de pessoas participaram das atividades, em 156 cidades. Neste ano, o estado registrou um acréscimo de 24 cidades e pretende superar em 25% o número de participantes.

No site do Sesc, você pode conferir as cidades participantes e suas concorrentes.

corrida em grupo

Fonte: Jornal O Município


saiba mais

Musculação para Gestantes

O post de hoje é dedicado para as gestantes que querem continuar a praticar musculação!

Musculação com restrições
Deixar os músculos mais trabalhados, além de ser ótimo para evitar a flacidez, ajuda também a controlar o peso e com isso eleva a auto-estima. Músculos fortes favorecem a postura e promovem maior equilíbrio para sustentar seios e barriga. A prática não é uma das mais recomendadas para gestantes, pois a modalidade prioriza o fortalecimento dos músculos externos quando a grávida deveria se preocupar com os músculos internos, pois são eles que garantem mais estabilidade. Mas se a mulher já fazia musculação antes da gravidez e quiser continuar com o exercício, não há problemas, desde que sejam seguidas as recomendações médicas. Ginástica localizada ou musculação são alternativas para trabalhar a musculatura.

Gestante -

 

Fonte: Gineco e MinhaVida.


saiba mais

Yoga na Gravidez

Separamos mais uma modalidade para as mamães. Hoje vamos falar sobre yoga!

Yoga
Segundo os especialistas, as posturas da yoga alongam e tonificam os músculos, relaxam as articulações e aumentam a flexibilidade corporal, ajudando a gestante a se adaptar às transformações físicas da gravidez.

A yoga exige mais do que movimentos corporais, ela envolve sua mente em cada movimento, trabalhando a respiração, o relaxamento e a consciência corporal. Dessa forma, a ansiedade muito presente nesta fase pode ser mais controlada e dar lugar à tranqüilidade e equilíbrio.

A consciência corporal proporcionada pela yoga ajuda a aceitar as mudanças que ocorrem no corpo e observar melhor as necessidades da mamãe – controlando a fome, melhorando a auto-imagem e o bem-estar.

O alongamento que a yoga proporciona é um dos benefícios mais importantes para a gestante, já que seu centro de equilíbrio muda e ela passará a forçar músculos que antes não usava tanto, diminuindo as dores na coluna. Os exercícios de respiração da yoga aumentam a circulação da gestante – fazendo com que o organismo funcione melhor para mãe e para o bebê.

A prática deve ser feita no mínimo duas vezes por semana. Os exercícios básicos poderão ser executados diariamente por 10 a 15 minutos e podem ser feitos à noite, ajudando a gestante a ter um sono mais tranqüilo.

Gestante - yoga

Fonte: Gineco e MinhaVida


saiba mais

Pé no Pedal para Gestantes

Para as mulheres que adoram pedalar, saiba qual a melhor forma de fazer esse exercício quando está grávida! (:

Bicicleta normal ou ergométrica?
A melhor forma de pedalar quando se está grávida é na bicicleta ergométrica. O ideal é fazer os exercícios numa bicicleta com encosto para não sobrecarregar a lombar e manter o tronco na posição ereta – ao segurar no guidão a coluna fica arqueada, favorecendo dores e lesões musculares. Além disso, pedalando na ergométrica o quadril oscila menos do que em uma bicicleta normal, o risco de quedas também é menor. “A gestante deve estar bem posicionada e a bicicleta regulada, tomando cuidado com a angulação do joelho, que não deve esticar todo e nem dobrar muito”, declara Eliana Dumont, fisioterapeuta. A frequência deve ser de duas a três vezes por semana, durante 40 minutos.
Evite apenas as aulas de spinning/RPM, pois são intensas demais e podem causar desconforto neste período.

Anote as dicas antes de colocar o pé no pedal
- Prefira a bicicleta ergométrica, pois esta traz mais segurança do que pedalar na rua, pelo risco de queda;
- Monitore sua freqüência cardíaca, não deixando passar de 104;
- Preste atenção aos seus joelhos, que devem estar levemente flexionados para não danificar os tendões;
- As bicicletas ergométricas horizontais podem ser mais confortáveis do que as verticais, já que o assento é maior.

bicicleta

 

Fique atenta, pois separamos mais dicas de exercícios para gestantes para a próxima semana!

Fonte: Gineco e MinhaVida.

 


saiba mais

Para as gestantes que adoram água, separamos duas opções de exercícios: hidroginástica e natação.

Hidroginástica
A hidroginástica é um exercício completo que envolve alongamento, trabalho cardiovascular e fortalecimento da musculatura. É também uma das melhores atividades para as gestantes, pois os exercícios da modalidade relaxam e diminuem o estresse, o risco de quedas é mínimo e a chance de sofrer algum tipo de lesão muscular ou articular é muito baixa.

A fisioterapeuta Eliana Dumont explica que a temperatura da água não pode estar acima de 31°C, porque pode levar a vasodilatação e aumento da pressão sanguínea, favorecer desmaios e provocar o aumento excessivo da temperatura do bebê. Além disso, o pH da água tem que estar entre 7,2 e 7,6 – se estiver fora desses valores perde a eficácia na eliminação de bactérias, favorecendo irritações nos olhos e aumentando o risco de infecção urinária. Para se certificar que o pH está correto, é importante se informar sobre o tratamento da piscina na qual faz as aulas.

* Gestantes podem fazer hidroginástica de duas a três vezes na semana durante uma hora por dia.

Natação
Nadar também está entre as melhores opções para as gestantes que querem se exercitar, pois o impacto e o risco de lesões são menores na água. Por ser uma atividade que exige certo preparo físico, a preferência é para as mulheres que já faziam algum tipo de atividade física antes de engravidar.

De acordo com o ortopedista Lucas Ribeiro, nada impede que as atletas de primeira viagem invistam nessa modalidade, desde que respeitem os próprios limites. “Na natação a gestante precisa soltar e puxar a respiração em um determinado ritmo, o que somado as alterações posturais pode causar desconforto”, completa Lucas. Nesses casos, recomenda-se a mudança de atividade ou a diminuição do ritmo. A frequência deve ser de duas a três vezes por semana durante 30 minutos.

natacao

 

Fonte: Gineco e MinhaVida.

 


saiba mais