BOLO 20 ANOS

É com imenso prazer que chegamos a flor da idade… 20 anos! Parece que foi ontem que tudo começou, o pequeno galpão atrás de uma metalúrgica de autopeças, as primeiras esteiras…

Ainda somos uma empresa jovem, mas já temos histórias para contar… através de um sonho que foi idealizado no ano de 1993 em uma viagem aos Estados Unidos, foi que se surgiu a idéia de produzir esteiras em nossa cidade. Muitos nos chamavam de loucos e não acreditavam na idéia, mas estamos aqui para provar que deu certo! Que além de realizar nosso sonho, trazemos mais qualidade de vida aos nossos consumidores, proporcionando saúde e bem-estar para aqueles que se envolvem com a marca Embreex!

E se chegamos até este número foi graças a você! Cliente, fornecedor, parceiro, representante, funcionário, que de alguma forma contribuiu para o nosso sucesso. Então, venha soprar as velinhas com a gente! E que venham mais 20, 30, 40 anos pela frente!

PARABÉNS!!!!!!!!!!

 


saiba mais

FIBO 2013

Durante os dias 11 a 14 de abril deste ano ocorreu mais uma edição da famosa feira fitness da Europa, a FIBO. A feira aconteceu  na cidade de Colonia, na Alemanha e é uma das maiores feiras de fitness no mundo.

Este ano uma parte da diretoria da Embreex esteve presente para buscar novas tendências, mercados…

Com certeza,  em cada evento que participamos buscamos algo de novo para agregar em nossos produtos, seja na tecnologia, nos acabamentos ou nos processos. Então podemos esperar novidades em breve! Aguardem…

FEIRA FIBO


saiba mais

Chás para emagrecer

Tomar chás diariamente é um dos segredos para quem quer emagrecer e perder indesejáveis gordurinhas. Ter o hábito de consumir a bebida  ajuda a acelerar o metabolismo, o processo da digestão, a desintoxicação do organismo e a não reter líquidos. Saiba quais ervas auxiliam a sua dieta e como prepará-las corretamente para ter eficiência total. Aproveite o frio e invista no chá.

As ervas termogênicas auxiliam na aceleração do metabolismo, queimando calorias. Algumas ervas têm ação lipolítica, ou seja, quebram moléculas de gordura acumuladas e reduzem os níveis de colesterol. São elas: boldo, carqueja, chás verde e branco, casca de laranja amarga, fucus, guaçatonga, hibisco, e salsaparrilha.

O preparo correto do chá é fundamental para que sua função seja eficiente. Separe uma colher de sopa de cada erva deseja. O chá verde deve ser usado em menor quantidade. Uma colher de sobremesa é o suficiente. Não use recipientes de metal ou inox que interferem nas propriedades da bebida.

Para preparar qualquer chá ferva um litro de água em uma panela. Assim que começar a ferver adicione as ervas escolhidas. Em seguida, abafe com uma tampa ou pires por dez minutos.

Coe e beba como desejar, frio ou quente, entre as refeições. Faça apenas a quantidade que será consumida no dia. Quando feita de um dia para o outro, a bebida perde suas propriedades e sua eficiência.

  • chás calmantes:  melissa, sementes de maracujá doce, erva-cidreira, alfazema, camomila.
  • chás diuréticos (auxiliam o funcionamento dos rins, promovendo um detox no organismo eliminando a gordura e toxinas através da urina e evitando a sensação de inchaço, podendo ainda ajudar no tratamento da hipertensão arterial): chapéu-de-couro, rosa-mosqueta, folha de abacate, quebra-pedra, cavalinha, alfafa, borragem, cabelo de milho, dente-de-leão, centelha e sete sangrias.
  • chá emagrecedor (tem ação termogênica e pode auxiliar no emagrecimento): chá verde, chá branco.
  • chá digestivo (tem ação dexintoxicante e melhora o funcionamento do intestino): hibisco e carqueja

VOCÊ PRECISA SABER

Existem chás que contêm substâncias chamadas de “fatores antinutricionais” tais como: os taninos. Essas substâncias, apesar de terem ação antioxidante e combaterem os radicais livres, dificultam a absorção de certos nutrientes e, por isso, alguns chás não devem ser tomados próximo às refeições. Os taninos estão presentes nos chás verde, mate e preto e também no café e chocolate. Tanto o chá verde como o mate e o preto contêm cafeína e desta forma não devem ser usados à noite para não atrapalhar o sono.
Outro detalhe que merece ser lembrado é quanto à qualidade das ervas. Escolha as opções embaladas que passaram pelo controle de qualidade durante a fabricação. Sempre tenha o cuidado de saber a procedência da erva. Nos mercados é possível encontrar chás orgânicos que foram cultivados sem o uso de agrotóxicos. Sem dúvida é a opção mais saudável.

PASSE LONGE DOS CHÁS LAXATIVOS!

Uma prática bastante comum é o uso indiscriminado e abusivo de chás de ervas com efeitos laxativos. A maioria das pessoas tende a achar que tudo que vem das plantas é natural e não faz mal. Apesar de serem naturais, as ervas nem sempre são inofensivas. O abuso na utilização de chás com propriedades laxativas pode causar doenças intestinais, conforme apontou um estudo realizado pelo Departamento de Cirurgia Coloretal da Cleveland Clinic Florida, nos Estados Unidos. Segundo os pesquisadores, 40% dos pacientes que fizeram uso de laxantes e chás laxativos, com freqüência igual ou superior a 3 vezes por semana, por mais de um ano, tiveram lesões na anatomia intestinal, reveladas por exame de Raio X contrastado. Além disso, o uso de chás laxativos ou laxantes provoca desequilíbrio na microbiota intestinal (bactérias do bem e do mal que habitam nosso intestino), prejuízo no Sistema Imunológico, na produção de neurotransmissores e na absorção de nutrientes, ou seja, é preciso ter cuidado!
Quem são os chás com propriedades laxativas que podem afetar a saúde: Sene, Cáscara Sagrada e Extrato de ruibarbo. Essas ervas, normalmente também estão presentes em muitos chás emagrecedores.

Fonte: Yahoo e   Saúde Esportiva


saiba mais

 

 

 

BARRIGA NEGATIVA

Barriga negativa – a nova febre das academias

candice_barriga630Candice Swanepoel, Karlie Kloss e Alessandra Ambrósio: Angels da Victoria’s Secret têm barriga negativa

Os anos vão passando e os ideais de beleza estão sempre aí. Eles mudam com o tempo mas jamais deixam de existir. A febre do momento nas academias tem nome e sobrenome: barriga negativa. Recentemente exposta nas redes sociais pela modelo sul-africana Candice Swanepoel, o modismo traz faz com que os ossos da pelve fiquem mais proeminentes que a musculatura abdominal. Mas será que qualquer pessoa pode desfilar o modelito por aí?

O clínico geral e fisiologista do exercício João Pinheiro garante que a barriga negativa não é para todo mundo. “Algumas pessoas com membros inferiores maiores que o tórax, chamadas de longilíneas, terão maior facilidade para conseguir o efeito devido à genética favorável”, explica. Já as pessoas que possuem na sua constituição uma predominância em acumular gordura no abdômen terão maior dificuldade.

Giovana Guido, nutricionista esportiva da Dr. Shape, alerta que dificilmente uma mulher do tipo mignon – estilo da brasileira – irá atingir a barriga negativa, mesmo com muita dieta e exercícios. “Para ter esse estilo de barriga só tendo um percentual de gordura bem baixo e um Índice de Massa Corporal (IMC) menor do que o normal”, salienta. E isso não é nada saudável.

Além da amenorréia (falta de menstruação) que aparece quando a gordura corporal atinge nível inferior a 7%, outros problemas de saúde podem dar o ar da graça. “Perda de tecido mamário, diminuição da ovulação, baixa consciência, arritmias cardíacas, doenças de pele por deficiência de alguns minerais, desmaios, baixa atividade hormonal e diminuição da vitalidade”, pontua Gabriel Cairo Nunes, nutricionista esportivo da Clínica Healthme Gerenciamento de Peso.

Para quem está dentro do perfil longilíneo favorável, o resultado vem com dedicação. “Com uma dieta hiperprotéica rigorosa e exercícios aeróbicos de baixa e média intensidade e longa duração – no mínimo 60 minutos, de 5 a 7 dias por semana – é possível chegar a um abdômen negativo”, observa o Dr. Pinheiro, ressaltando que algumas pessoas podem alcançar esse objetivo com maior facilidade, outras demoram mais um pouquinho.

Ricardo Santos, campeão Sul Sudeste e Paulista de Culturismo, personal trainer e treinador de atletas da Dr. Shape, diz que as pessoas devem afastar qualquer dieta mirabolante e exercícios sem supervisão. “O indivíduo deve, primeiramente, ser avaliado por um profissional especializado e assim ter o melhor acompanhamento possível para seu objetivo, sempre levando em conta sua rotina diária e genética. Dessa forma, as pessoas com condições de obterem a barriga negativa a terão com ações e rotinas adaptadas, com medidas saudáveis e seguras como alimentação, suplementação e programas de exercícios personalizados”.

Pinheiro garante que, se acompanhada por profissionais capacitados, a jornada para conseguir a barriga negativa não traz prejuízos à saúde. “Não há riscos desde que a pessoa faça uma monitorizarão contínua do perfil hormonal e energético”, diz o médico, esclarecendo que, por exemplo, exercícios abdominais realizados sem critérios podem lesionar a coluna lombo-sacra. Além disso, conforme explica Ricardo, lutar contra a natureza do próprio corpo para chegar a um resultado pode trazer consequências como uso de drogas, bulimia e anorexia. E todo mundo já sabe que isso não é nada bom.

De acordo com Gabriel, para evitar danos à saúde o indivíduo deve fazer uma dieta com cerca de 1200 calorias, gastando ao menos 500 calorias nos exercícios. A nutricionista Giovana Guido acredita que o ideal é sempre seguir uma dieta equilibrada em todos os nutrientes, porém, remanejada de forma correta a fim de agilizar os resultados. “Os principais cuidados são: evitar consumo extremamente baixo de calorias, cortar carboidratos, não ficar muito tempo sem se alimentar, não basear a dieta em um ou dois alimentos e sim ter uma dieta variada e ter alta ingestão de líquidos ao longo do dia”, ensina.

candice_barriga2500

Candice em ação na passarela da Victoria’s Secret

Os suplementos alimentares podem dar alguma ajuda. “Eles aceleram os resultados da dieta e dão uma motivação extra. Neste caso, os termogênicos/queimadores de gordura são bem indicados, assim como os diuréticos naturais, bloqueadores de absorção, fibras, emagrecedores e shakes protéicos/dietéticos”, esclarece Giovana.

Alguns alimentos dão uma estufadinha na barriga, mas Gabriel Cairo lembra que é uma situação transitória. “Leite, grãos e alimentos integrais podem fazer o abdômen inchar, mas isso dura pouco tempo. Varia de uma a duas semanas, até o corpo regularizar a produção de bactérias benéficas ao intestino, e assim o tamanho do abdômen volta a sua normalidade. O que nunca deve acontecer é se alimentar com grandes volumes de comida em uma mesma refeição, pois isso leva a maior putrefação ou digestão alimentar – que libera gases e assim aumento a barriga”, pondera.

Giovana ressalta que conseguir uma barriga negativa só pode ser considerado favorável se o intestino funcionando perfeitamente e se não houver nenhum grau de retenção no organismo. O correto é conseguir chegar aos objetivos sem sacrificar a saúde.

Então, se você não tem biotipo para ostentar a barriga da moda, contente-se com o abdômen sequinho. “Barriga sequinha é a tradicional forma de abdômen malhado sem gordura localizada e flacidez. Temos, neste caso, um abdômen bem rígido às custas de muito treino de abdominais bem executados e intensos e um percentual de gordura baixo. Porém não veremos os famosos “gominhos” que é fruto de uma boa hipertrofia da musculatura abdominal conseguida com treinos específicos”, finaliza Ricardo.

Fonte: Yahoo!


saiba mais

Resfriado – como prevenir

Com a chegada do inverno é comum as freqüências de resfriados, gipes, rinites e sinusites. O clima altera e o sistema imunológico das pessoas sofre com as mudanças.

Porém, há formas de prevenir ou amenizar os sintomas de um resfriado, seguindo algumas dicas:

1. Lave as mãos:

A maioria dos resfriados se propaga através de um contato direto. Por exemplo, uma pessoa doente assoar o nariz, esta terá vírus nas mãos, que por sua vez poderão ser depositados em um telefone, um teclado ou um vidro.
Os germes podem viver por horas, portanto lave suas mãos com freqüência! Se essa possibilidade estiver fora de seu alcance esfregue suas mãos uma na outra, desta forma os germes são destruídos igualmente. Faça-o com força e pelo menos durante 1 minuto.

2. Não toque o nariz com as mãos:

Como mencionado anteriormente, os germes permanecem nas mãos. É bastante aconselhado assoar o nariz com um lenço, espirrar ou tossir em um lenço também. Isso é um bom meio de afastar os germes.

3. Não toque o seu rosto com as mãos:

Os vírus da gripe e dos resfriados se introduzem no seu organismo por intermédio dos olhos, do nariz e da boca, ao tocar estas partes, a maioria das pessoas, adultos e crianças tansmitem os germes ao seu entorno.

4. Beba bastante líquido:
A água limpa o organismo ! Esse ditado é verdadeiro, beber bastante água (1 litro e meio por dia) permite eliminar os venenos, bactérias e outros vírus, além de hidratar. Podemos considerar que através da água, os germes são diluídos e isso permite uma eliminação mais rápida.

5. Faça sauna

As pesquisas ainda não são muito claras, mas por enquanto acredita-se que duas saunas por semana reduziriam pela metade a probabilidade de contrair uma síndrome gripal (incluindo resfriados ou gripe).
Uma teoria que existe é que na sauna inalamos ar quente com mais de 80°C e esta temperatura elevada mataria os vírus.

6. Respire ar fresco

Isso pode parecer paradoxal, mas o ar fresco permite melhorar a resistência ao frio, sobretudo no inverno, pois o  organismo fica vulnerável quando nos afastamos dos aquecedores e voltamos ao frio.

7. Pratique exercícios regularmente

Faça exercícios (esporte ou caminhada), pois isso ajuda a desenvolver uma resistência no sistema imunológico (sistema de defesa) .Ele irá combater os agressores de forma mais eficaz (vírus e bactérias).

8. Coma frutas e legumes

Encontramos em frutas e legumes moléculas naturais que chamamos de fitossubstâncias , estas são, por exemplo, as vitaminas, os carotenos,… Estes últimos contribuem para reforçar as defesas do corpo humano.  

9. Tome iogurtes

Estudos mostraram que tomar um iogurte por dia pode reduzir em 25% a probabilidade de ter um resfriado. Acredita-se que as bactérias presentes no iogurte poderiam estimular o sistema imunológico (de defesa).

10. Não fume ou fume menos
O fumo paralisa os cílios do nariz, menos germes são retidos e o corpo se fragiliza. Especialistas acreditam que fumar um cigarro por dia pode paralisar os cílios por 30 a 40 minutos.

11. Diminua o consumo de álcool

Um consumo muito alto de álcool destrói o fígado que é um dos principais órgãos de purificação dos germes. Além disso, o álcool provoca uma desidratação do corpo e isso é  contrário à prevenção e ao tratamento de uma gripe.

12. Relaxe com freqüência!

 Relaxar é muito importante. Estudos mostraram que o relaxamento pode ativar o sistema imunológico. De fato, suas interleuquinas, moléculas importantes dentro do sistema de defesa contra os vírus da gripe e dos resfriados, aumentam na circulação sangüínea. Você irá aumentar então suas defesas.

RESFRIADO

Fonte: http://www.criasaude.com.br/N2341/doencas/resfriado/prevencao-resfriado.html


saiba mais