Prates In Company

Nesta segunda-feira (05/11/2012), os funcionários da Embreex ganharam da diretoria a possibilidade de participarem da palestra do renomado jornalista Luís Carlos Prates, também colunista do nosso jornal local, ” O Munícipio”.

O evento ocorreu às 19:30h no anfiteatro da Unifebe, em Brusque/SC (cidade sede da empresa). Sempre crítico, Prates abordou diversos temas, entre eles:

1) Postura Profissional – gestos, vocabulário, intimidades, vestimentas, imagem, limites, cumprimento de normas e regulamentos (horários ), bom senso.

2) Abuso dos Meios de Comunicação – uso da internet, e-mails, MSN, telefonemas particulares, enfim, todos meios de comunicação possíveis utilizados dentro da empresa.

3) Trabalho e Remuneração – o que vem primeiro? (remuneração pelo currículo ou pelo desempenho).

4) Satisfação – como se dá a satisfação dos trabalhadores e do empregador.

5) Regras – porque as empresas precisam de regras (a burocracia é necessária)? – muitas pessoas não admitem ser cobradas.

6) Direitos e Deveres – responsabilidades e comprometimento.

7) Valorizar o trabalho do próximo – é mais fácil analisar aos outros do que a si próprio.

8) Lazer – quando o laser atrapalha o trabalho, exageros em períodos festivos.

9) Liderança – atitudes positivas e negativas no ambiente de trabalho.

10)  Comunicação – ou a falta dela (picuinhas, fofocas, falta de foco).

 

EMBREEX, investindo na QUALIFICAÇÃO de seus funcionários!

 

 

 


saiba mais

O Câncer de mama, um dos mais temidos pelas mulheres em decorrência da mutilação, acarreta efeitos psicológicos complexos na imagem da mulher de uma forma geral.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama pode ser genético, mas é raro antes dos 35 anos, sendo a maioria acontece por volta dos 50 anos de idade. A menarca precoce, a primeira gravidez após os 30 anos, a nuliparidade (não ter filhos), o sedentarismo, a obesidade, a má alimentação, o estresse, tem sido os principais contribuintes para os crescentes casos de câncer.

O Inca através de diversas pesquisas mostra que os exercícios físicos são grandes aliados para auxiliar na prevenção e tratamento para mulheres que já estão em tratamento do câncer. Através dos exercícios, o organismo passa a aproveitar melhor as energias e os extratos metabólicos. Isso provoca uma reação as ações dos carcinóginos, em função do aumento da eficácia do sistema imunológico, no que diz respeito a linfócitos e células “natural-killer”, reduzindo assim a quantidade disponível para absorção pelos possíveis tumores e oferecendo maior resistência ás metástases.

Um dos efeitos colaterais do tratamento do câncer de mama é a fadiga. A fadiga prejudica as atividades da vida diária, afetando seriamente a qualidade de vida. O exercício tem sido um importante recurso no seu combate, alem de melhorar as atividades diárias, auxiliar no controle de peso, na melhora do sono, do bem estar físico e principalmente o emocional.

As portadoras de câncer de mama bem como as mulheres em tratamento, não possuem hábitos de realizarem exercícios físicos regularmente. O medo, o desanimo, a baixa estima, a falta de conhecimento, ou mesmo o temor de se machucarem, criaram uma grande resistência aos exercícios.

Através de diversos estudos, a realização de exercícios físicos regularmente e orientados por profissionais habilitados, trás diversos benefícios ao tratamento das portadoras de câncer. Por isso procurem exercitar-se regularmente para que haja uma melhor qualidade de vida para as pacientes portadoras ou em recuperação.

RODRIGO PIZZI É FISIOLOGISTA E ESPECIALISTA EM REABILITAÇÃO CARDÍACA.


saiba mais